A GLÓRIA ETERNA

Compartilhe

Os grandes feitos não morrem, não se apagam, não são esquecidos. Os gigantes são lembrados para sempre.

No jogo contra o Boca, na Baixada, tive a oportunidade de participar de uma ação da Conmebol com mais 5 torcedores do Athletico. Além de acompanhar a chegada das delegações tivemos a oportunidade de subir ao gramado antes da partida. Pisando no solo sagrado da Baixada e ainda tentando entender a dimensão daquele jogo me peguei reparando na frase que havia no portal de recepção dos times no gramado. “A GLÓRIA ETERNA” dizia a frase. São apenas três palavras, mas com um significado gigantesco.

 

A guinada que o futebol do Athletico teve desde o segundo semestre de 2018 é algo surreal. Passamos de virtual rebaixado a campeão da américa. De repente caímos no grupo do Boca na Libertadores, atropelamos os argentinos e quis o destino que novamente os encontrássemos nas oitavas. O que significa para um clube promissor como o Athletico eliminar o Boca em plena La Bombonera? Que peso tem para o emergente Athletico um título de Recopa sobre o poderoso River Plate? Além de toda a moral, da confirmação de que esse time é sim muito forte, da valorização de cada jogador e do prazer de ser protagonista de coisas gigantescas temos outras coisas maiores envolvidas em conquistas desse tamanho.

 

Ser campeão da Recopa e/ou eliminar o Boca novamente crava o nome de cada um desses atletas na história do maior clube desse estado.

 

(Foto: athletico.com.br)

 

Para novamente entrar para história é hora da torcida do Athletico ir para a Baixada empurrar esses caras para cima dos gringos. É hora de cantar cada musica com a alma, fortalecidos pelas derrotas e motivados pelos nossos grandes feitos. É hora de convidar todos os athleticanos para serem testemunhas de mais uma página muito especial da nossa rica história pela América do Sul. Faça parte, viva isso tudo de coração aberto. Existem milhões de torcedores que gostariam de estar na sua pele acompanhando o clube do coração em uma decisão dessa grandeza. Desfrute e aproveite o momento do TEU Athletico.

 

Quarta feira veremos o Trétis jogando pela 3° vez uma decisão Continental. Não tenho nenhuma dúvida de que teremos guerra na Baixada. Gosto de pensar que esse time sabe exatamente o que tem que fazer en la cancha porque realmente já provaram que sabem mesmo. Eu vou pra Baixada para aproveitar cada minuto de Renan Lodi e Bruno Guimarães jogando o fino da bola com a nossa camisa. Eu vou pra Baixada para ver Rony infernizando a vida dos laterais argentinos como se estes nem sobrenome tivessem. Eu vou pra Baixada para ver Lucho Gonzalez e sua atração magnética por títulos. Eu vou pra Baixada para ver Tiago Nunes merecendo ser campeão de novo. Eu vou pra Baixada pra responder aquele chamado: MARCOOOO… RUBEEEEN!

 

Eu vou para a Baixada porque uma taça continental conquistada em cima de um poderoso River Plate não é apenas um troféu, um título pesado com esse atravessa décadas, é contado de pai pra filho, de filho para neto e acaba virando herança de família. Aquela que você guarda pra sempre como relíquia.

 

Uma taça desse tamanho é a materialização da GLÓRIA ETERNA!

Veja também