Arbitragem do primeiro confronto contra o Inter será do eixo Rio-São Paulo

Compartilhe

Auxiliar de campo é o mesmo que atuou no polêmico jogo contra o Santos, no último domingo

A arbitragem para a primeira etapa da final da Copa do Brasil, entre Athletico e Internacional, está definida. O jogo que ocorrerá nesta quarta-feira (11), na Arena da Baixada, às 21h30, terá Rafael Claus (FIFA-SP) como árbitro principal. No mundial sub-20 de 2019, ele foi responsável por representar o Brasil como árbitro de campo.

 

Além dele, os assistentes serão Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Neuza Ines Back (SP), o quarto árbitro será Luiz Flavio de Oliveira (SP) e o VAR terá no comando Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP), com Caio Max Augusto Vieira (RN), único fora do eixo Rio-São Paulo na ocasião, e Fabricio Porfirio de Moura (SP) como assistentes.

 

A arbitragem polêmica da vez ficou por conta do auxiliar Rodrigo Correa e do auxiliar do VAR, Caio Max. Correa foi assistente no jogo pela 18a rodada do Brasileirão, contra o Santos, no último domingo (10). O Athletico vencia por 1×0 na Vila Belmiro, até que aos 46′ do segundo tempo um pênalti fora da área foi marcado à favor do Peixe.

 

Já Caio Max parece ter sido a inspiração para o último jogo, quando no Campeonato Brasileiro de 2018, em uma partida também contra o time paulista, nos acréscimos, marcou um pênalti para o Santos, quando Dodô se jogou na área após contato normal com Rony. O time venceu por 1×0 e o presidente do Furacão se indignou com o ocorrido. “Sem preparo, sem nenhuma competência. Até coloco em dúvida a honestidade dele. É impossível. Não dá para aceitar. Todo mundo viu, é uma vergonha”, disse.

Veja também