Arena da Baixada se candidata para sediar as finais da Libertadores e da Sul-Americana

Compartilhe

Estádio do Furacão pode ser palco das finais dos torneios mais importantes do continente

A Conmebol, entidade máxima do futebol sul-americano, anunciou na tarde desta quinta-feira (14) quais cidades e seus respectivos estádios que estarão na briga para sediar as finais da Copa Libertadores da América e da Copa Sul-Americana dos próximos 3 anos.

 

As finais dessas competições continentais desse ano já são de conhecimento do público em geral. A Libertadores será disputada no Rio de Janeiro, no estádio do Maracanã, já a Sul-Americana será disputada na cidade de Córdoba, na Argentina, no estádio Mário Alberto Kempes.

 

A Arena da Baixada irá concorrer para ser sede de uma dessas finais nos anos de 2021, 2022 e 2023. De acordo com a Conmebol, os candidatos que pretendem ser sedes dessas finais irão participar de uma reunião por videoconferência nos dias 25 e 26 de maio. Nesta reunião, a entidade irá tirar todas suas dúvidas acerca das sedes e detalhar todos os conceitos que ela prevê. Cada candidato deve enviar um dossiê até o dia 29 de maio para a Conmebol.

 

O estádio do Furacão é uma das únicas sedes que concorrerão a todas as seis finais. No Brasil apenas a Arena da Baixada e o Beira-Rio concorrem a essas finais. Na Argentina, estão na disputa: La Bombonera, Monumental de Nuñez, Libertadores de América e El Cilindro. Outro estádio que está na briga pelas seis finais é o estádio Nacional de Santiago.

 

Confira abaixo, todos os estádios que estão na disputa para serem sedes das finais da Libertadores e da Sul-Americana em 2021, 2022 e 2023:

LIBERTADORES 2021

  • La Bombonera (Buenos Aires, Argentina);
  • Monumental de Nuñez (Buenos Aires, Argentina);
  • Libertadores de América (Avellaneda, Argentina);
  • El Cilindro (Avellanda, Argentina);
  • Mário Alberto Kempes (Córdoba, Argentina);
  • Arena da Baixada (Curitiba, Brasil);
  • Beira-Rio (Porto Alegre, Brasil);
  • Arena Corinthians (São Paulo, Brasil);
  • Morumbi (São Paulo, Brasil);
  • Estádio Nacional (Santiago, Chile);
  • Estádio Monumental Banco Pichincha (Guyaquil, Equador);

 

SUL-AMERICANA 2021

  • La Bombonera (Buenos Aires, Argentina);
  • Monumental de Nuñez (Buenos Aires, Argentina);
  • Nuevo Gasómetro (Buenos Aires, Argentina);
  • Libertadores de América (Avellaneda, Argentina);
  • El Cilindro (Avellaneda, Argentina);
  • Estádio Único (Santiago del Estero, Argentina);
  • Mané Garrincha (Brasília, Brasil);
  • Arena da Baixada (Curitiba, Brasil);
  • Castelão (Fortaleza, Brasil);
  • Beira-Rio (Porto Alegre, Brasil);
  • Arena Pernambuco (Recife, Brasil);
  • Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil);
  • Fonte Nova (Salvador, Brasil);
  • Estádio Nacional (Santiago, Chile);
  • Casa Blanca (Quito, Equador);

 

LIBERTADORES 2022

  • La Bombonera (Buenos Aires, Argentina);
  • Monumental de Nuñez (Buenos Aires, Argentina);
  • Libertadores de América (Avellaneda, Argentina);
  • El Cilindro (Avellanda, Argentina);
  • Mário Alberto Kempes (Córdoba, Argentina);
  • Arena da Baixada (Curitiba, Brasil);
  • Beira-Rio (Porto Alegre, Brasil);
  • Arena Corinthians (São Paulo, Brasil);
  • Morumbi (São Paulo, Brasil);
  • Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil);
  • Estádio Nacional (Santiago, Chile);
  • Estádio Monumental (Lima, Peru);
  • Estádio Nacional (Lima, Peru);
  • Centenário (Montevidéu, Uruguai);
  • Estádio Monumental Banco Pichincha (Guyaquil, Equador);

 

SUL-AMERICANA 2022

  • La Bombonera (Buenos Aires, Argentina);
  • Monumental de Nuñez (Buenos Aires, Argentina);
  • Nuevo Gasómetro (Buenos Aires, Argentina);
  • Libertadores de América (Avellaneda, Argentina);
  • El Cilindro (Avellaneda, Argentina);
  • Estádio Único (Santiago del Estero, Argentina);
  • Mané Garrincha (Brasília, Brasil);
  • Arena da Baixada (Curitiba, Brasil);
  • Castelão (Fortaleza, Brasil);
  • Beira-Rio (Porto Alegre, Brasil);
  • Arena Pernambuco (Recife, Brasil);
  • Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil);
  • Fonte Nova (Salvador, Brasil);
  • Estádio Nacional (Santiago, Chile);
  • Estádio Monumental (Lima, Peru);
  • Estádio Nacional (Lima, Peru);
  • Casa Blanca (Quito, Equador);

 

LIBERTADORES 2023

  • La Bombonera (Buenos Aires, Argentina);
  • Monumental de Nuñez (Buenos Aires, Argentina);
  • Libertadores de América (Avellaneda, Argentina);
  • El Cilindro (Avellanda, Argentina);
  • Mário Alberto Kempes (Córdoba, Argentina);
  • Arena da Baixada (Curitiba, Brasil);
  • Beira-Rio (Porto Alegre, Brasil);
  • Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil);
  • Arena Corinthians (São Paulo, Brasil);
  • Morumbi (São Paulo, Brasil);
  • Estádio Nacional (Santiago, Chile);
  • Estádio Metropolitano (Barranquilla, Colômbia);
  • Atanasio Girardot (Medellín, Colômbia);
  • Estádio Monumental (Lima, Peru);
  • Estádio Nacional (Lima, Peru);
  • Estádio Monumental Banco Pichincha (Guyaquil, Equador);

 

SUL-AMERICANA 2023

  • La Bombonera (Buenos Aires, Argentina);
  • Monumental de Nuñez (Buenos Aires, Argentina);
  • Nuevo Gasómetro (Buenos Aires, Argentina);
  • Libertadores de América (Avellaneda, Argentina);
  • El Cilindro (Avellaneda, Argentina);
  • Estádio Único (Santiago del Estero, Argentina);
  • Mané Garrincha (Brasília, Brasil);
  • Arena da Baixada (Curitiba, Brasil);
  • Castelão (Fortaleza, Brasil);
  • Beira-Rio (Porto Alegre, Brasil);
  • Arena Pernambuco (Recife, Brasil);
  • Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil);
  • Fonte Nova (Salvador, Brasil);
  • Estádio Nacional (Santiago, Chile);
  • Atanasio Girardot (Medellín, Colômbia);
  • Estádio Monumental (Lima, Peru);
  • Estádio Nacional (Lima, Peru);
  • Casa Blanca (Quito, Equador);

Veja também