ATHLETICO CONQUISTA TAÇA DIRCEU KRÜGER NOS PÊNALTIS

Compartilhe

Furacão empata no final do segundo tempo, vence rival nos pênaltis e é campeão do segundo turno do Campeonato Paranaense

Um público de quase 16 mil pessoas assistiu à final da Taça Dirceu Krüger, na Arena da Baixada, nesta quarta-feira (10). Valendo vaga para a final do Campeonato Paranaense contra o Toledo, vencedor da Taça Barcímio Sicupira (primeiro turno). O Athletico comandado por Rafael Guanaes recebeu o Coritiba do técnico Umberto Louzer.

 

A situação dos times antes da disputa do Atletiba era bastante distinta. O Coritiba perdeu a final do primeiro turno para o Toledo (nos pênaltis) e foi desclassificado da Copa do Brasil, logo o título do estadual era de grande valor para levantar a moral do clube.

 

Do outro lado da disputa, o Athletico, que usando o time de aspirantes chegou com a moral alta para a final, depois de um excelente segundo turno.

 

O JOGO

 

O primeiro tempo acabou empatado, ambos os times criaram oportunidades. O Coritiba ofertou mais perigo nos lances de bola parada e o Furacão ameaçou usando a velocidade e troca de passes.

 

No final do primeiro tempo, o alviverde pressionou ofensivamente com posse de bola, mas sem promover grande perigo. O rubro-negro apresentou uma defesa consistente e desarmava bem o adversário.

 

Antes do primeiro minuto do segundo tempo o time alviverde chutou com perigo à meta atleticana e acertou a trave aos 9’, Patrick Brey levantou a bola na área e o goleiro Léo desviou com um tapa para a trave.

 

O Furacão respondeu na sequencia com bom lance pela lateral direita, a torcida pediu pênalti em Bergson, que foi derrubado após passar pela marcação.

 

O atacante Welinton Júnior abriu o placar aos 27’, dez minutos depois de entrar em campo. Júnior recebeu pela esquerda, fez jogada individual e finalizou de bico, a bola bateu na trave e entrou.

 

Marquinho empatou o jogo aos 43’, dominou no centro da área a bola cruzada pela esquerda, bateu colocado no canto direito do goleiro Muralha. Com a partida empatada decisão nos pênaltis.

 

O aproveitamento das penalidades foi alto, apenas três erros. Elyeser foi o único a errar a meta, chutou por cima a segunda cobrança do Coritiba que podia assumir a liderança, pois no lance anterior Muralha havia defendido a bola de Léo Cittadini. A decisão foi na defesa da oitava cobrança alviverde, Leo pegou o pênalti de Romércio.

 

FINAL   

 

Uma decisão em duas partidas, nos dois próximos finais de semana. Primeiro o Athletico viaja para enfrentar o Toledo em casa, no domingo (14). Na sequencia o Furacão recebe o campeão do primeiro turno (Toledo), na Arena da Baixada, no domingo (21).

Veja também