ATHLETICO DECIDE FINAL FORA DO ESTADO PELA NONA VEZ

Compartilhe

Furacão nunca perdeu final em que começou na vantagem, veja outras estatísticas sobre o rubro-negro em decisões

O Club Athletico Paranaense enfrenta nessa quinta (30/05) o River Plate, da Argentina. O jogo representa a partida de volta da Recopa Sul-Americana. O Furacão venceu o primeiro jogo por 1×0, na Arena da Baixada.

 

Na iminência de mais uma decisão para o rubro-negro, é válido revirar os históricos atleticanos para os interessados por estatísticas ou para os supersticiosos. Os devidos créditos a Napoleão de Almeida (@napoalmeida) que fez, via Twitter, um levantamento das finais disputadas pelo Athletico fora do estado do Paraná.

 

Antes de encarar o River Plate, o Furacão disputou oito finais em diferentes competições. Foram três vitórias e cinco derrotas. Apesar do saldo negativo, o clube nunca perdeu um título que começou na vantagem.

 

Os três títulos em finais são:

 

 

  • Seletiva da Copa Libertadores de 1999, contra o Cruzeiro. Na Arena da Baixada, vitória por 3×0 e no Mineirão derrota por 2×1.

 

  • Campeonato Brasileiro de 2001, contra o São Caetano. Primeiro jogo em casa, 4×2, e na partida de volta Athletico venceu como visitante por 1×0.

 

  • Copa Sul-Americana de 2018, contra o Junior Barranquilla. Dois empates por 1×1 e decisão nos pênaltis. Jogo de ida na Colômbia.

 

 

 

As ocasiões em que o Furacão amargou o vice-campeonato são:

 

 

  • Série B de 1990, contra o Sport. Jogo de ida no Pinheirão, 1×1. Goleiro atleticano falhou, permitindo gol de cobertura da intermediária e cedendo empate. Na Ilha do Retiro, 0x0.

 

  • Copa Sul-Minas de 2002, contra o Cruzeiro. Duas derrotas: ida na Arena da Baixada, 2×1 e volta no Mineirão, 1×0.

 

  • Copa Libertadores de 2005, contra o São Paulo. Empate no Beira Rio, 1×1, e derrota no Morumbi, 4×0.

 

  • Copa do Brasil de 2013, contra o Flamengo. Jogo de ida na Vila Capanema,1×1 e derrota no Maracanã, 2×0.

 

  • Primeira Liga do Brasil, contra Fluminense. Jogo único em Juiz de Fora (MG), vitória do tricolor carioca, 1×0.

 

 

Um último detalhe interessante para pontuar é que apenas na Copa Sul-Minas o Athletico perdeu jogando na Arena da Baixada, as outras finais foram realizadas em outros estádios, mesmo com mando atleticano ou jogo único.

 

 

Veja também