Athletico é derrotado na Argentina e dá adeus a Libertadores

Compartilhe

Boca Juniors é superior na Bombonera e vence por dois gols

“Quem ama não esquece” Torcida do Boca, na Arena da Baixada (24). Lucas Mörking Ramos

 

O Athletico enfrentou o Boca Juniors, nesta quarta (31), na La Bombonera. O segundo jogo da fase oitavas de final, da Copa Libertadores, era também um grande desafio para o Athletico: Reverter o placar de 1×0, da semana passada.

Os argentinos não facilitaram e venceram por 2×0, tornando a difícil missão, impossível e eliminando o Furacão da Copa Libertadores.

 

Primeiro tempo

 

Primeiro quarto de jogo de acordo com o esperado, pressão do Boca, Athletico nervoso errando alguns lances e muitas faltas. Primeiro lance de perigo com Nikão chutando da intermediária, por cima do gol. Depois as faltas do Boca foram punidas. Cartão Amarelo para Nández, por falta em Rony e para Weigandt; por falta em Márcio Azevedo.

 

Santos faz boa defesa aos 11 minutos em chute de Capaldo, na sequencia os argentinos chegaram tabelando e deixaram o goleiro atleticano vencido no lance, mas Nández perdeu o gol sem goleiro.  Aos 20 minutos, o Zagueiro Izquierdoz fez falta em Rony na entrada da área, cartão amarelo. Nikão cobrou a falta, bateu bem, mas saiu pela direita do gol.

 

Cada escanteio um infarto, aos 35 minutos, o Boca chegou com perigo em dois lances, primeiro Santos defendeu um perigoso cabeceio, criando rebote para o time Argentino, que viu a zaga rubro-negra tirar a bola em cima da linha.

O primeiro tempo acabou sem gols, depois de outra boa defesa de Santos em cabeçada de MacAllister. O Athletico sofreu criativamente, muita dificuldade em sair com a bola e ainda cartões amarelos para Welington e Pedro Henrique.

 

Segundo Tempo

 

 

Começo do segundo tempo mais calmo, até que aos 10 minutos, falta para o Furacão. Nikão tentou jogada ensaiada, mas efetividade. O goleiro Andrada cobrou o tiro de meta que deixou Ábila no mano a mano com Márcio Azevedo. O atacante dominou, driblou e chutou forte para fazer o primeiro gol do Boca.

 

Primeira substituição aos 18 minutos. Saiu Nikão e entrou Bruno Nazário. Depois de outra cobrança de falta sem perigo, Bruno Gruimarães fez falta para matar o contra ataque argentino e recebeu cartão amarelo aos 23 minutos. Depois cartão amarelo para Marcelo Cirino em disputa na área.

 

Mais substituições, no time atleticano entrou Vitinho no lugar de Márcio Azevedo e Braian Romero no lugar de Jonathan. No Boca entrou Salvio e saiu Nández. O Furacão ofereceu pouco perigo, apesar da posse de bola, chutou poucas vezes e nenhuma levou perigo real. No final do jogo o Boca Juniors fez suas ultimas alterações: Zárate e Ábila saíram para entrarem Reynoso e Hurtado.

 

No último lance do jogo Salvio ampliou o placar para o Boca Juniors. Recebeu inversão de bola pela lateral esquerda, driblou Vitinho e chutou rasteiro no canto inferior.

Veja também