Athletico estreia com vitória contra o Peñarol

Compartilhe

Em sua sétima disputa do maior torneio da América do Sul, Furacão vence com gol memorável de Bissoli

Na estreia de Athletico e Peñarol pela Copa Libertadores da América, levou a melhor o Furacão. Na noite desta terça-feira (03), em partida válida pela primeira rodada da fase de grupos do campeonato, na Arena da Baixada, o Athletico não decepcionou e venceu o Peñarol por 1 x 0 com gol de Guilherme Bissoli.

 

Após quase dois meses de preparação, o time de Dorival Júnior teve uma partida dura contra os uruguaios, mas conseguiu aproveitar as chances criadas para garantir a vitória e a atual liderança do grupo C. Com o público de quase 21 mil pagantes, o rubro-negro faz valer o fator Arena e inicia a competição com o pé direito.

 

Primeiro tempo

Apesar de ambos os times passarem por uma reconstrução e terem feito poucas partidas oficiais na temporada, Dorival tinha ciência de que os uruguaios não deixariam de tentar impor seu duro estilo de jogo. Para isso, o Furacão inicia a partida buscando o controle de jogo e administrar a partida em bloco alto, no plano ofensivo.

 

O rubro-negro veio na formação 4-1-4-1, com a mesma escalação da última partida disputada, em que goleou o Cascavel CR por 5×1. Os minutos iniciais começam com o Athletico buscando dominar a posse de bola e utilizar jogadas pelas pontas, com a flutuação de Léo Cittadini entre as linhas de ataque. O primeiro arremate, no entanto, surge apenas aos 12 minutos, com chute de direita de Márcio Azevedo pra fora.

 

Ainda que exercesse o domínio do jogo, com 77% da posse de bola até os vinte minutos iniciais, o rubro-negro ainda não traduzia isso em chances criadas. Aos 22 Nikão dá bom lançamento para Adriano, dentro da área, e o lateral finaliza de direita para a linha de fundo. Aos 25, outro lance de perigo com Erick na área, que tenta o cruzamento, mas é bloqueado.

 

Na porção final do primeiro tempo, sob os gritos da torcida, o Furacão passa a ser mais intenso em busca do gol e Thiago Heleno, de cabeça, esbarra no travessão. No lance seguinte, Carlos Eduardo faz boa finta por entre as pernas do adversário e encontra o espaço para o arremate, mas finaliza fraco e o goleiro segura.

 

A primeira etapa se encerra empatada em 0x0 com o Athletico exercendo o domínio técnico do jogo, mas sem sucesso na construção dos lances ofensivos. Furacão também sai com um pênalti a seu favor não assinalado pela arbitragem.

 

Segundo tempo

A segunda etapa se inicia com o Furacão exercendo forte pressão. Aos dois minutos, Robson Bambu cabeceia e a equipe do Peñarol salva em cima da linha. Aos cinco, Carlos Eduardo bate forte e a bola passa raspando a trave do goleiro Dawson.

 

A pressão continua aos 13 minutos com duas jogadas de perigo. Primeiro, o cruzamento de Léo Cittadini próximo ao gol; segundo, o arremate de Erick novamente salvo pelo arqueiro do Peñarol. Carlos Eduardo tenta arriscar de longe minutos depois, mas a bola se perde pela linha de fundo. Aos 17, o goleiro Dawson faz um milagre e segura a cabeçada de Bissoli, que ainda bate na trave.

 

O duelo segue com o rubro-negro dominando a partida e sendo travado pela insistência uruguaia em não jogar futebol quando, aos 30 minutos, em passe de Nikão, Bissoli protagoniza um lance para ficar marcado na história e abre o placar com um gol de letra. Foi o primeiro gol do atacante pela Libertadores. A partida se encerra com vitória por 1×0 do time de Dorival Junior.

 

O elenco principal do Athletico se prepara, agora, para a próxima partida, que acontece no próximo dia 11, às 19h15, contra o Colo-Colo. O duelo será fora de casa, no Estádio Nacional, em Santiago do Chile. Antes disso, o rubro-negro faz mais um jogo nesta quarta-feira (04), contra o Rio Branco, pelo Campeonato Paranaense.

 

Na Libertadores, o Athletico está no grupo C, junto com o boliviano Jorge Wilstermann e os já mencionados Peñarol e Colo-Colo.

 

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 1 x 0 PEÑAROL: 

 

Local: Estádio Arena da Baixada, em Curitiba/PR

Data e horário: 03/03/2020, terça-feira, às 21h30 (de Brasília) 

Arbitragem: Éber Aquino, do Paraguai, auxiliado por Darío Gaona e Roberto Cañete, também paraguaios.

Gol: Guilherme Bissoli

Cartões amarelos: Gabriel Rojas (PEN), Robson Bambu (CAP), Terans (PEN), Cittadini (CAP), Trindade (PEN), Márcio Azevedo (CAP).

 

Athletico: Jandrei, Adriano (Jonathan), Robson Bambu, Thiago Heleno, Márcio Azevedo, Wellington, Erick (Canesin), Léo Cittadini, Nikão, Carlos Eduardo (Marquinhos Gabriel), Bissoli.

Técnico: Dorival Júnior

 

Peñarol: Kevin Dawson, Giovanni González, Gary, Rodrigo Abascal, Gabriel Rojas, Vadocz, Matias de Los Santos (Bravo), Jesus Trindade, Xisco Jimenez, David Terans.

Técnico: Diego Forlán

Veja também