Athletico faz grande segundo tempo e atropela Juventude

Compartilhe

Com três gols na segunda etapa, Furacão é eficiente e ganha fora de casa

Pela segunda rodada do Brasileirão, o Athletico foi até Caxias do Sul (RS) enfrentar o Juventude e não tomou conhecimento dos donos da casa. Com mais uma atuação defensiva segura e com eficiência no ataque durante o segundo tempo, o time misto do Furacão fez 3×0 no Juventude com dois gols de Jadson e um gol de Nikão. Agora, as atenções voltam-se novamente para a Copa do Brasil.

PRIMEIRO TEMPO

Visando o jogo de volta na Copa do Brasil, que será disputado na quarta-feira (9), o técnico António Oliveira poupou diversos titulares e escalou o Furacão com Santos, Marcinho, Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Nicolas; Jaime Alvarado, Léo Cittadini, Fernando Canesin e Jadson; Carlos Eduardo e Matheus Babi.

Jogando com pressão alta, o Athletico tentou manter seus homens no ataque desde o começo. Aos 16 minutos, Carlos Eduardo recebeu, puxou na diagonal e bateu distante do gol. Aos 26′, o técnico António Oliveira recebeu cartão amarelo por reclamação. O jogo ficou disposto no meio-campo, com muitos erros nos últimos passes pelas duas equipes. Sem mais chances, o primeiro tempo chegou ao final e os gols ficaram para a segunda etapa.

SEGUNDO TEMPO

Com outra atitude, o Athletico matou os donos da casa nos dois primeiros lances da etapa. Logo no primeiro minuto, Marcinho chegou ao fundo e cruzou na cabeça de Jadson. O veterano cabeceou forte e sem chance de defesa para o goleiro do Juventude. E aos 3′, novamente Jadson balançou as redes. Matheus Babi recuperou bola no campo de ataque e tocou pra trás. O meia do Furacão bateu livre pra fazer mais um!

Com o placar controlado, o Athletico passou a apostar nos contra-ataques. O terceiro gol quase saiu desta forma. Jadson recebeu livre e acionou Carlos Eduardo, mas a bola foi comprida demais. Nikão, que entrou no lugar de Fernando Canesin, recebeu e arriscou de fora da área. O chute forte passou a esquerda do gol.

Com mais três substituições no final do jogo – entradas de Terans, Kayzer e Vitinho – o Athletico chegou ao terceiro gol no finalzinho. Nicolas desceu pela esquerda e cruzou. David Terans tocou para o meio, Renato Kayzer furou e Nikão chegou livre pra fechar a conta no Estádio Alfredo Jaconi.

Na quarta (9), o Athletico volta suas atenções para buscar a classificação na Copa do Brasil. Após o empate em 1 a 1 com o Avaí, qualquer vitória simples classifica o Furacão. Em caso de novo empate, a partida vai para os pênaltis na Arena da Baixada.

Veja também