Athletico vence Taboão da Serra e vai às quartas da Copinha

Compartilhe

Com gol contra bizarro no úlitmo minuto do jogo, Furacão se classifica na Copinha

Na tarde desta quarta-feira (15), o Athletico enfrentou o Taboão da Serra/SP pelas oitavas de final da Copa SP de Futebol Júnior e venceu pelo placar de 2×1. Os gols atleticanos foram marcados pelo atacante Paulo Victor e pelo zagueiro Allan Denner, contra. O gol do Taboão da Serra foi marcado pelo meia Alyson.

 

Primeiro Tempo

O jogo que aconteceu no estádio Hermínio Espósito, em Embu das Artes, um estádio acanhado e com um gramado muito ruim, começou diferentemente das outras partidas de forma positiva para o Athletico, o rubro-negro teve a iniciativa da partida, com lances de perigo, já o Taboão da Serra tinha dificuldades para entrar na zaga bem montada do Furacão. Até que aos 11’, em uma cobrança de lateral, o atacante Paulo Victor ganhou o rebote, se livrou da marcação e chutou forte para abrir o placar para o Athletico. Paulo Victor é o artilheiro do Furacão na Copinha com 5 gols. Logo após o gol, o rubro-negro continuou em cima buscando o segundo gol. Jajá quase ampliou o marcador, em uma boa defesa do goleiro da equipe paulista. E Jajá, em uma outra descida poderia ter feito uma escolha melhor e ter dado a assistência para Bruno Leite que estava sozinho dentro da área. A zaga chegou a tempo e fez o corte.

 

O Taboão, de fato, teve apenas uma chance de gol na etapa inicial, quando seu jogador arriscou de fora da área para boa defesa de Léo Linck. O Furacão, ainda no primeiro tempo, teve um pênalti claro não assinalado pela arbitragem, em que o Bruno Leite foi derrubado dentro da área.

 

Etapa Final

Como não poderia ser diferente, o Taboão veio para cima do Athletico no segundo tempo. O rubro-negro continuava com a boa marcação do primeiro tempo e não deixava a equipe paulista chegar na área do Furacão com facilidade. O lateral esquerdo do Taboão, aos 11’ fez uma falta dura em Jajá, e já tinha o cartão amarelo, pela regra deveria ser expulso, mas a arbitragem não entendeu dessa forma e manteve o jogador na partida. Furacão bem prejudicado. Como o Taboão não conseguia entrar na área do Athletico, o jeito era arriscar de fora de área, e foi isso que Alyson aos 14’ fez. Um “chutaço” de quase do meio campo no ângulo. Sem a menor possibilidade de defesa do goleiro atleticano Léo Linck.

 

A partir do gol da equipe paulista, deu a sensação de que o Furacão sentiu, o rubro-negro não conseguia mais praticar o bom jogo que vinha fazendo, e o Taboão cresceu na partida, tendo as melhores chances do jogo. Em uma falta vinda da esquerda, o goleiro Léo Linck não alcançou a bola, e o jogador do Taboão finalizou, sem goleiro, e conseguiu errar o alvo. Furacão se salvava de tomar a virada. Aos 47’ o mesmo Alyson que fez o gol dos CATS finalizou de muito longe e o goleiro Léo Linck com a ponta dos dedos evitou o gol do Taboão e consequentemente a eliminação do Furacão.

 

Tudo estava se encaminhando para a disputa de pênaltis. Até que aos 49’ em um cruzamento vindo da direita, o atacante Jajá cabeceia firme, cabeceia forte, e o goleiro Sacana pratica um milagre, no rebote quando a bola já estava quase nas mãos do goleiro, o zagueiro Allan Denner tentando cortar a bola, chuta para o próprio gol, fazendo um gol contra bizarro. Era o gol da classificação. Athletico 2 x 1 Taboão da Serra/SP. Furacão classificado para as quartas de final da Copinha.

 

Ficha Técnica

Athletico: Léo Linck; João Vialle (Brener); Luan Patrick e Lucas Andrade; Léo Ataíde (Iago); Kawan (Pablo González); Ramon e Reginaldo Jr; Paulo Victor (Rômulo); Jajá e Bruno Leite (Vinícius Mingotti).

Técnico: Rafael Guanaes.

 

Na próxima fase, as quartas de final, o Athletico vai enfrentar o vencedor do confronto entre Corinthians x Mirassol que se enfrentam hoje às 21h45 (horário de Brasília) em Franca. O estádio, o dia e o horário da partida ainda não foram definidos.

Veja também