Caçula, mas com responsabilidade de gente grande: Khellven ganhou seu espaço

Compartilhe

Jogador de 18 anos se tornou peça chave no esquema atleticano e pode futuramente integrar a equipe de Tiago Nunes

Muitos ainda não sabem a ortografia correta do nome dele, mas o futebol… esse aí os atleticanos já puderam observar bem e, por mais que no fim do campeonato tenha ocorrido alguns deslizes, dá para se dizer que o “piá” é bom de bola e coube a ele converter o último pênalti antes de soltar o grito de Bicampeão.

 

Khellven tem apenas 18 anos, é natural de Alexandria (RN) e chegou ao Athletico por meio do futebol apresentado durante um amistoso da equipe equipe sub-17 do Furacão contra o Guarani de Palhoça, em 2018. Na época, ainda com 17 anos, já chamou a atenção da comissão técnica atleticana. Rogério Corrêa, técnico da equipe de base também aprovou o desempenho do garoto, que logo teve como destino o CT do Caju.

 

Já defendendo a camisa rubro-negra, ele disputou cinco jogos pela Copa São Paulo Júnior, atuando como ala direita. Com a saída de Reginaldo da equipe de Aspirantes, por empréstimo, o garoto teve a oportunidade de ser integrado ao time que disputava o Campeonato Paranaense. Logo de início teve que enfrentar a desconfiança da torcida, já que seu sucessor teve um desempenho muito abaixo da média. Entretanto, o garoto mostrou personalidade e logo na estreia ajudou a golear a equipe do Toledo por 8×2. Khellven acabou se tornando peça chave na equipe, sendo umas das principais válvulas de escape no ataque, junto com Vitinho.

 

Na semifinal do segundo turno do Paranaense marcou um belo gol contra o Rio Branco, o que fez a torcida esperar mais dele nas fases finais do campeonato. Porém, ele teve uma queda de rendimento e pareceu ter sentido o peso da decisão, deixando que a marcação o parasse tanto no Atletiba, quanto nos dois jogos da final contra o Toledo. Mas nada que ofusque o bom campeonato que o garoto fez e prova disso foi a excelente cobrança de pênalti convertida que garantiu o bicampeonato.

 

Com relação ao time principal, comentaristas e especialistas explicam que Khellven pode ter uma oportunidade com Tiago Nunes em breve, para composição de elenco. Atualmente, Jhonatan é o titular da posição e Madson o suplente imediato. Porém, com o calendário inchado que o Athletico tem esse ano, o jovem ala pode ser utilizado como peça de reposição e, aos poucos, ganhar o espaço que merece.

Veja também