Câmara aprova projetos que beneficiam o Furacão

Compartilhe

Lei do Mandante e projeto de lei para clube-empresa dão importante passo para serem aprovados

Na tarde desta quarta-feira (14), a Câmara dos Deputados aprovou o projeto que busca estímulos para a conversão dos clubes ao modelo da SAF (Sociedade Anônima do Futebol). Mais cedo, os deputados também aprovaram a PL 2.336/2021, que trata da Lei do Mandante. Para a lei ser efetivada falta apenas a aprovação da sanção presidencial, enquanto que o projeto que trata das transmissões televisivas no Brasil irá para votação no Senado.

Hoje, os clubes brasileiros são vistos como associações civis sem fins lucrativos. Essa proposta tem como objetivo a aplicação de verba aos clubes, entretanto não irá haver obrigatoriedade para os times virarem clubes-empresas. A aprovação imediata ocorreu em função dos rombos financeiros deixados pela Covid-19, com essa nova lei os clubes irão ter como se reerguer novamente.

Mário Celso Petraglia foi um dos maiores apoiadores da causa e nos últimos anos foi diversas vezes até Brasília conversar com líderes e deputados para que o projeto fosse votado. O Furacão tem em seus planos a mudança para clube-empresa há um bom tempo e isso pode se tornar realidade em breve, com possibilidade de investimentos estrangeiros, entrada do clube na Bolsa de Valores e emissão de títulos de dívida (dêbentures).


Já a Lei do Mandante é algo que o Athletico tem utilizado ao seu favor desde a temporada passada. O projeto primeiramente funcionou como Medida Provisória por 120 dias e voltou para a gaveta. Como o Furacão é o único clube que não assinou o PPV com a Globo e já utiliza seu próprio sistema de streaming para transmissões de jogos na Baixada, a lei torna legal o serviço que o Athletico já oferece em meio a uma briga judicial.

Veja também