CAMPEÕES! Mas, e as promessas?

Compartilhe

Você pintaria seu cabelo pelo Athletico?

Porto Alegre, 17h45, às margens do Guaiba. Eu, Fabiano, Thays, Drako e Gabriel estávamos indo a pé para o Beira Rio quando olho para o chão e encontro uma fitinha azul de Nossa Senhora Aparecida. Eu, que quase não acredito nessas coisas (#sqn), olho para os quatro e falo: “É… se isso não é um sinal, eu não sei mais o que é”. Quando passamos do Grêmio, prometi que não comeria MC’Donalds até o casamento. Na Arena, no primeiro jogo da final, prometi que só comeria comida saudável até o casamento se o Athletico fosse campeão. Quando encontrei a fitinha, tinha certeza que isso acontecer. Andei com ela na mão até adentrar no estádio e lá fiz minha primeira oração, amarrando no tornozelo. Pedi que abençoasse nossos jogadores – e que eu havia viajado tempo demais para ver meu time perder (hahaha!). Quando estava na arquibancada, ajoelhei-me e conversei com Deus: “Senhor, o Inter já tem títulos demais. Deixa a gente ganhar”. HAHAHA Deu certo! Ele sempre me escuta.

 

Mas não fui só eu que prometi coisas… Já fiz um texto falando sobre isso aqui na Trétis, mas hoje fiz uma entrevista com o Yúri. Ele me contou que sempre foi muito conservador com o cabelo, porém, ao ver um amigo chegar na faculdade com o cabelo vermelho e camisa do Athletico, decidiu: era essa que ele ia seguir. “Nunca fui de fazer promessas… Sempre fui bom de aposta. Ganho todas. Mas promessas, nunca fiz. Mas achei que, para essa final, era importante fazer. Vi um garoto entrar no RU da faculdade com o cabelo mega vermelho e uma camisa do Furacão. Tinha certeza que era promessa e decidi: iria fazer também”. Confira abaixo a entrevista:

 

Veja também