Caso Cacá complete 30 partidas, Athletico terá que investir R$14,6 milhões

Compartilhe

Apuração da Trétis revela detalhes de contrato de empréstimo do jogador, até julho, mas com gatilho de obrigação de compra caso Cacá jogue 30 vezes

Se o zagueiro Cacá completar 13 partidas na temporada 2024, o Athletico terá a obrigação de investir US$3 milhões (R$14,6M) em 80% dos direitos econômicos do jogador, como previsto em contrato de empréstimo, revela apuração da Trétis.

Caso o Athletico decida não investir na contratação, zagueiro é monitorado pelo Vasco, que tem mercado atualmente comandado por Alexandre Mattos. Ex-CEO de negócios do Athletico, Mattos trabalhou na contratação do jogador ao Furacão em 2022.

Em novembro, a Trétis noticiou que a intenção do rubro-negro era de realizar a compra dos direitos econômicos do jogador. A decisão foi tomada também por Alexandre Mattos, naquele momento, mas situação pode ser reavaliada após a saída do diretor.

Cacá fez 17 partidas pelo Furacão em 2023, com dois gols marcados, contra Fluminense e Flamengo. Jogador se tornou titular pelo lado direito da zaga do Athletico, ao lado de Thiago Heleno, e também foi utilizado como componente, também pela direita, em trio de zagueiros.

O Athletico conta com Cacá, Thiago Heleno, Mateo Gamarra, Kaíque Rocha e Pedro Henrique para a posição, além de Lucas Esquivel, utilizado por vezes como zagueiro.

Veja também