Caso Rony: Corte Arbitral julgará recurso do Athletico em 18 e 19 de março

Compartilhe

Furacão tenta recorrer da punição de não poder registrar atletas até o meio do ano

A punição da Fifa ao Athletico envolvendo a contratação do atacante Rony, hoje no Palmeiras, ganha mais um capítulo. Segundo a jornalista Nadja Mauad, a Corte Arbitral do Esporte julgará o recurso do Furacão nos dias 18 e 19 de março.

Em julho de 2020, o rubro-negro foi punido pela instituição máxima do futebol em duas janelas de transferências sem novas aquisições de atletas para elenco profissional. Todo imbróglio se deu em 2018, quando o atacante se transferiu para o CT do Caju.

Antes de acertar a vinda para o Athletico, Rony estava fechado com o Botafogo. Seu antigo clube, o Albirex Niigata, do Japão, acusou o atleta de ignorar o contrato na Ásia e rompeu o início da passagem do atacante pelo Rio de Janeiro. Nisso, o Furacão pediu a liberação do ITC (Certificado de Transferência Internacional) ao time japonês, que se negou a aceitar.

Na época, representantes do jogador de 25 anos acionaram a Fifa, fazendo um protocolo para liberar sua ida ao CAP. Após dois meses, a positiva veio.

Basicamente, toda confusão se resulta do desrespeito de Rony com o contrato de três anos com Albirex, segundo os japoneses. Em nota oficial, a diretoria atleticana já havia dito que iria recorrer da punição de duas janelas.

Pelo Athletico, Rony fez 73 partidas, marcando 13 gols e conquistando os títulos da Sul-Americana (2018), Levain Cup e Copa do Brasil (2019).

Veja também