Conmebol divulga regras para vagas sulamericanas no Mundial 2021

Compartilhe

Athletico só irá se ganhar a Libertadores ou a Sulamericana em 2020; classificação pela Sula de 2018 foi descartada pela entidade

O sonho rubro-negro de disputar o Mundial de Clubes não será tão fácil. A CONMEBOL divulgou nessa quinta (17) a ideia que tem para preencher as seis vagas sulamericanas para o Mundial que será organizado pela FIFA com 24 clubes em 2021. A ideia que o campeão da Sulamericana 2018 fosse para um playoff com outros três campeões da competição (2017, 2019 e 2020) foi descartada. 

 

As vagas serão preenchidas pelos campeões da Libertadores 2019 e 2020, pelos campeões da Sulamericana 2019 e 2020 e duas vagas seriam definidas na Supercopa – torneio que seria disputado entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021 entre todos os campeões da história da Libertadores, com exceção dos campeões continentais já garantidos no Mundial. Em caso de um campeão ser repetido nos torneios, haveria mais uma vaga a ser definida pela Supercopa.

 

Para disputar o Mundial, o Athletico terá que ganhar a Libertadores ou a Sulamericana, na próxima temporada. Para jogar a Sulamericana e disputar o bicampeonato, o Furacão teria que ser eliminado na fase de grupos ficando em terceiro lugar na chave. Como campeão da Copa do Brasil, o rubro-negro já está garantido nos grupos da competição.

 

As ideias da CONMEBOL serão estudadas e podem ser aprovadas pela FIFA na próxima semana.

Veja também