De goleada, Athletico bate o Flu e reecontra o caminho da vitória

Compartilhe

Com autoridade, Furacão soma três importantes pontos em casa e segue na 10º colocação no Brasileirão

Pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, Athletico e Fluminense se reencontraram na Arena da Baixada, em Curitiba/PR. A partida aconteceu nesse domingo, (02), às 16h (de Brasília). O Furacão fez bem a lição de casa, e venceu com autoridade, pelo marcador de 3 a 0, com gols de Lucho Gonzáles, Rony e Marcelo Cirino. Esse resultado deixa o Athletico na 10º posição do Campeonato Nacional com 10 pontos ganhos em sete jogos. Já o Fluminense está estacionando na 15º colocação com seis pontos somados em sete jogos.

 

Com agendas apertadas devido a Copa do Brasil no meio da semana, os dois times entraram em campo com algumas alterações e poupando jogadores considerados titulares absolutos. O Athletico deixou no banco Jonathan, Paulo André e Renan Lodi, que viajou para se apresentar a Seleção Olímpica. O Flu, além do técnico Fernando Diniz que estava suspenso, não trouxe a Curitiba os atacantes Ganso e Luciano, além de Gilberto.

 

Primeiro Tempo

A primeira chance clara de gol no jogo foi com Marco Rúben, aos 3 minutos da etapa inicial, que após um vacilo da defesa carioca, o atacante atleticano de perna direita tentou e após o chute estufou a trave direita de Rodolfo, que se esticou todo mas não encontrou nada. A resposta do Fluminense, e um dos únicos ataques dos visitantes na primeira etapa, veio com Allan que tentou o arremate, mas a bola passou longe não assustando a defesa do Furacão. Dos 10 minutos em diante, o Athletico passou a dominar todas as ações não dando espaço para os cariocas jogarem.

 

Aos 20 minutos, Rony pela direita encontra espaço para a sua jogada clássica e no cruzamento de perna direita, Lucho Gonzáles sobe mais todos e de cabeça abre o marcador anotando o seu nono gol com a camisa rubro-negra.

 

Aos 32, o volante Airton, do Fluminense, de forma violenta, chega de carrinho com os pés na canela de Bruno Guimarães, o jogador que já tinha um amarelo toma o segundo e é expulso. Reway para a partida e faz uma rápida consulta ao VAR anulando o cartão amarelo de Airton sinalizando o vermelho direto.

 

A partida que já estava farovável para o Athletico ficou melhor ainda tendo em campo um jogador a mais. Demorou apenas 5 minutos para o Furacão encontrar o caminho do segundo gol. Aos 37, Nikão viu Márcio Azevado no ataque esquerdo, o lateral matou bem a bola e com dois toques na dominou e cruzou para pequena área e mais uma vez de cabeça, mas agora com Rony que empurrou para as redes do Flu sem nenhuma chance para Rodolfo.

 

Segundo Tempo

No tempo final, as equipes demoraram um pouco mais para conseguir chegar ao ataque com perigo. A primeira tentativa foi com os cariocas, que após bonita jogada pela esquerda, João Pedro lança para Caio Henrique na esquerda, o lateral cruza para área e a bola passa muito perto dos pés de Yoni Gonzáles que não consegue completar.

 

Aos 18 foi a vez do Athletico assustar, e após a pressão na saída de bola, a bola cai nos pés de Nikão que arrisca de fora da área tirando tinta da trave de Rodolfo. Ainda dominando as ações, depois de uma jogada iniciada na defesa pelo Furacão, Rony faz uma jogada rápida pela esquerda, consegue o cruzamento tirando de Rodolfo mas Yuri conseque o corte.

 

Foi uma tarde que deu tudo certo para o Athletico, mesmo diminuindo o ritmo o Furacão dominava a partida. Aos 38 minutos, depois da reposição de Santos, a bola caiu nos pés de Rony, que encontrou Cirino sem marcação, e o atacante enfrentou na força a zaga e experimentou de perna esquerda, a bola desviou em Yuri e caiu no canto esquerdo de Rodolfo, ampliando o marcador.

 

“Graças a Deus venho me impondo em campo fazendo grandes partidas, hoje fiz o gol dei o passe para o Lucho, estou feliz, espero continuar dando alegria aos torcedores que nos apoiam.” Disse Rony, eleito o craque do jogo na partida.

 

O Athletico volta a campo na quarta-feira (5), às 19h15 (de Brasília), para a partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil em casa diante do Fortaleza. A partida de ida, terminou em 0x0 na Arena Fonte Nova. Já o Flu visita o Cruzeiro no Mineirão às 19h15 (de Brasília), em partida válida também pela Copa do Brasil. O primeiro confronto terminou empatada em 1 a 1.

 

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR X FLUMINENSE

LOCAL: Estádio Arena da Baixada, em Curitiba-PR

DATA E HORÁRIO: Domingo, 2 de Junho de 2019, às 16h30 (de Brasília)

PUBLICO E RENDA: 12.548 com R$ 201.145,00

ÁRBITRAGEM: Wagner Reway – PB (FIFA), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho – SP (FIFA) e Fábio Rodrigo Rubinho (CBF)
ÁRBITRO DE VIDEO:
José Claudio Rocha Filho – SP (CBF), auxiliado por Marcio Henrique de Gois – SP (CBF) e Oberto da Silva Santos – PB (CBF)

GOLS: Lucho Gonzáles aos 20 1ºT, Rony 37 1ºT, Marcelo Cirino 38 2ºT
CARTÕES AMARELO:
Airton 16 1ºT (FLU), Nikão 38 1ºT (CAP) Nino 40 1ºT (FLU). Guilherme 18 2ºT (FLU)

CARTÕES VERMELHO: Airton 32 1ºT (FLU)

ATHLETICO: Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington (Léo Cittadini), Bruno Guimarães, Lucho Gonzáles (C), (Tomás Andrade) e Nikão (Marcelo Cirino); Rony e Marco Rúben

Técnico: Tiago Nunes

FLUMINENSE: Rodolfo; Igor, Matheus Ferraz (Yuri), Nino e Caio Henrique; Allan, Airton (C) e Daniel; Léo Artur (Guilherme), Yoni (Brenner) e João Pedro

Técnico: Márcio Araujo

Veja também