Em amistoso, Athletico perde para Cerro Porteño

Compartilhe

Jogo ocorreu neste sábado, na Arena da Baixada, em comemoração aos 20 anos do estádio

Em jogo marcado pela comemoração aos 20 anos da Arena da Baixada e despedida do zagueiro Paulo André, que pendurou as chuteiras e agora assume um cargo na diretoria, o Athletico recebeu, na tarde deste sábado (29), na Arena da Baixada, o Cerro Porteño. Cerca de 8.500 pessoas estiveram presentes no estádio e viram o rubro-negro perder por 2×0. 

 

Logo aos 3 minutos do primeiro tempo, o Cerro contou com uma falta perto da grande área e Amorebieta abriu o marcador, após falha do zagueiro Robson Bambu. Apesar disso, o time paraguaio não ofereceu perigo a defesa atleticana nos minutos seguintes. Já pelo lado rubro-negro, o time que estava desorganizado nos minutos iniciais, organizou-se e criou chances de empatar a partida. A mais clara de gol foi de Rony, que tirou a bola do goleiro Carrizo, mas acabou finalizando para fora. Destaque para Bruno Guimarães, que conseguiu deixar os atacantes em boa condição de finalização.

 

Já no segundo tempo, aos 2 minutos, depois de ótimo lançamento de Wellington, Marcelo Cirino foi derrubado na grande área e o juiz marcou pênalti para o Furacão. Marco Ruben foi bater, mas acabou perdendo, com defesa do goleiro cerro porteño. 

 

Até os 5 minutos, o Athletico chegara três vezes ao gol do time paraguaio, enquanto eles, apenas uma. Outra grande chance do Furacão foi com Rony, aos 13 minutos, mas o goleiro defendeu. No rebote, Cirino isolou. Aos 23 minutos, Bambu comete pênalti e Joaquín Larrivey marca o segundo para o Cerro Porteño. Apesar disso, não houve chances de gol para nenhum dos lados nos minutos decorrentes da partida. 

 

Para dar ritmo de jogo, Tiago Nunes fez onze substituições: Marco Ruben por Thonny Anderson; Bruno Nazario por Tomas Andrade; Bruno Guimarães por Lucho; Marcelo Cirino por Nikão; Rony por Braian Romero e Santos por Caio; Wellington por Leo Cittadini; Marcio Azevedo por Abner; Jonatan por Erik; Leo Pereira por Rocha; Robson Bambu por Pedro Henrique. 

Veja também