Em casa, Athletico perde para o Boca por 1×0

Compartilhe

Marco Ruben erra pênalti aos 95 minutos de jogo

O jogo de ida das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América encheu de expectativas o torcedor atleticano, que viu o Athletico bater o Boca por 3×0 na fase de grupos da competição. Porém, o jogo não saiu como esperado. Com gol de Alexis Mac Allister, o Boca que levou a melhor na primeira partida das oitavas-de-final do campeonato. Em fase mata-mata, o Furacão precisa vencer o Boca na Bombonera, no jogo de volta (31) para se manter na competição.

 

Primeiro tempo:

Apesar da festa do torcedor que ferveu o caldeirão, atensão marcou a primeira parte do confronto entre Athletico e Boca. Foi o retorno do Boca, que iniciou a nova temporada, retorno de Lucho ao elenco titular (no lugar de Wellignton, suspenso) e a estreia de Pedro Henrique na zaga. Logo no primeiro minuto, Bruno Guimarães leva cartão amarelo na entrada da Grande Área do Athletico, em cobrança de falta para o Boca. A cobrança perigosa quica na barreira e Santos espalma o rebote.

O Furacão conseguiu pressionar com jogadas armadas principalmente pela lateral direita e por lançamentos longos, tendo boas chances com Rony. Porém, a marcação fraca no meio de campo permitiu que o time argentino tivesse grandes chances no contrataque, com o atacante Ábila, que quase marcou mais de uma vez, se não fosse por Santos.

 

Aos 25 minutos, Bruno Guimarães chutou de fora da área, acertando de raspão o travessão, sendo a melhor chance do rubro-negro no primeiro tempo. Aos 34 minutos, o técnico atleticano, Tiago Nunes,  recebe cartão amarelo por reclamação, após Nadez chutar a bola depois de ter sido marcado impedimento do Boca. Com mais finalizações para fora de Nikão e contrataques rápidos por parte dos argentinos, o primeiro tempo terminou sem gols.

 

Segundo tempo 

O Athletico volta ao campo pressionando pelas laterais com Cirino e Jonathan. O Athletico insistiu nos chutes de fora da área, com Bruno Guimarães, Rony e Nikão. Muitas faltas foram cometidas pelos argentinos, que trancaram o jogo. Os volantes Capaldo, Ábila e Marcone levam cartão. Aos 63 minutos, Marco Ruben cabeceia cruzamento de Jonathan, mas a bola sai por cima do gol.

 

Depois de substituições de Nikão por Bruno Nazário e Zarárte por Tévez, um chute de Mac Allister, de fora da área, esbarra no estreante Pedro Henrique e a bola entra no gol atleticano. Com o resultado, os argentinos tentam ganhar tempo, principalmente o goleiro Andrada, que demorava para retornar à bola ao jogo. Em uma tentativa de acelerar o jogo, Lucho foi substituído por Tomás Andrade, e ambos recebem cartao amarelo por fazerem a troca antes da autorização. A festa do torcedor do Furacão se calou, e alguns torcedores começaram a deixar o estádio.

 

Passados os 90 minutos de jogo, o Athletico vê uma luz no fim do túnel com um pênalti marcado em Rony. O artilheiro da temporada, Marco Rubén,  bate tirando do goleiro, mas acertando o travessão. O jogo terminou com a derrota atleticana para o visitante.

Veja também