Felipão recusa proposta de seleção e comenta sobre momento de Turra

Compartilhe

"Deixem o Paulo trabalhar tranquilamente. Não façam do Athletico o campeão do mundo, o melhor em tudo" destacou Scolari

O experiente diretor-técnico do Furacão, Luiz Felipe Scolari, revelou que recebeu a proposta para voltar a ser treinador, mas preferiu seguir na capital paranaense “eu gosto de Curitiba e minha esposa adora”.

Em entrevista, Felipão disse que a proposta era ótima financeiramente, mas escolheu o Athletico. A proposta era de uma seleção do Oriente Médio que vai disputar a Copa do Mundo pelo Estadão.

“Sim, fui sondado para sair, voltar a ser treinador, com valores muito bons, mas eu não vou fazer. Eu quero que a situação que o presidente Petraglia me deu seja bem executada”

Felipão ao ge.

Felipão assumiu o cargo após deixar a carreira de treinador como vice-campeão da Libertadores 2022. Atualmente, ele tem um papel de coordenador mais próximo do campo e, também, conectado as categorias de base do Furacão. Scolari ainda defendeu o trabalho de Paulo Turra que tem sido bastante cobrado pela torcida, para Luiz Felipe é preciso ter calma na análise.

“O Paulo é novo, jovem, tem ideia e coloca em prática. Se essas ideias derem, como deram, certo, ele está fazendo sua parte. Se não derem, nós temos que fazer a nossa. Deixem o Paulo trabalhar tranquilamente. Não façam do Athletico o campeão do mundo, o melhor em tudo. Calma, temos que ter os pés no chão. Vamos trabalhando para chegar aonde queremos, sempre com calma”

Destacou Felipão

Veja também