Furacão sofre derrota no Paraguai

Compartilhe

Pablo perde pênalti no final do jogo e Athletico volta sem pontos na bagagem

Na terceira rodada do grupo B da Copa Libertadores, o Athletico não conseguiu trazer pontos de Assunção, capital do Paraguai. Em um jogo abaixo da média, o Furacão foi derrotado para o Libertad por 1 a 0 e agora terá que pontuar na altitude de La Paz, na próxima semana, para manter vivo o sonho de ser líder do grupo. No final da partida, Pablo ainda perdeu o pênalti que daria um ponto ao rubro-negro.

PRIMEIRO TEMPO

Escalado por Fábio Carille com Bento, Orejuela, Pedro Henrique, Matheus Felipe e Abner; Christian, Bryan García e David Terans; Vitinho, Agustín Canobbio e Marcelo Cirino, Athletico e Libertad fizeram uma partida equilibrada já no início da partida, com tentativas de pressões na zaga do adversário para ocasionar erros. E o primeiro deles foi o Libertad que quase aproveitou. Em passe errado de Pedro Henrique para Bento, Bareiro dividiu com o goleiro que acertou apenas a bola.

O Libertad teve outra grande chance com o experiente atacante Oscar Cardozo. O camisa 7 do time paraguaio aproveitou a segunda bola em cobrança de falta e exigiu excelente defesa de Bento. O Athletico teve sua primeira grande chance aos 19′. Em jogada rápida, David Terans achou Vitinho na esquerda. O atacante cortou pra dentro e bateu cruzado, mas a bola passou raspando a trave.

SEGUNDO TEMPO

Fábio Carille fez duas mudanças logo no intervalo. Entraram Erick e Marlos nos lugares de Christian, que tomou amarelo aos 9′, e de Terans. O Furacão encontrou um Libertad ainda melhor posicionado e que passou a jogar mais com as entradas de Julio Enciso, Tito Villalba e Lorenzo Melgarejo, titulares frequentes na equipe.

Aos 11′, saiu o gol paraguaio. Após cobrança de escanteio, a zaga não afastou e a bola sobrou livre para Cristian Riveros tocar de letra e abrir o marcador no Defensores del Chaco. Aos 17 minutos, Carille fez mais mudanças na equipe e colocou Pablo e Vitor Bueno nos lugares de Marcelo Cirino e Luis Orejuela, com baixas performances no jogo.

Jogando-se ao ataque, o Furacão deu chances para a equipe paraguaia ampliar o placar. Em uma cobrança rápida de lateral, Villalba pegou a zaga desprevenida e parou somente em Bento, que fez boa intervenção nos pés do meia. Aos 32 minutos, o Athletico teve sua grande chance na partida. Após bate-rebate na área, Canobbio foi derrubado. Na cobrança, Pablo escolheu o canto esquerdo, mas bateu fraco e facilitou a defesa do goleiro Martín Silva.

Após o pênalti perdido, o Furacão não teve forças para encontrar o empate, em Assunção. A equipe volta a campo no sábado, contra o América-MG, fora de casa, e na próxima semana irá encarar o The Strongest, na temida altitude de La Paz, para seguir sonhando com a liderança do grupo e a classificação para as oitavas de final.

Veja também