Furacão vence Atletiba e põe fim no jejum de vitórias

Compartilhe

O jovem Fabinho marcou o gol da vitória atleticana

Sai zica! O Athletico Paranaense venceu o Coritiba por 1 a 0 na tarde deste sábado, na Arena da Baixada, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, e colocou fim ao jejum de sete jogos sem vitória. Fabinho foi o autor do gol do triunfo.

Com o resultado, o Furacão sobe, momentaneamente, para a 11ª colocação na tabela, agora com 11 pontos. O próximo desafio do Rubro-Negro no Brasileirão será apenas no dia 26, contra o Bahia, novamente na Baixada.

 

Na terça-feira, o Athletico volta aos gramados, mas pela Libertadores. Às 19h15, em Cochabamba, os comandados de Eduardo Barros enfrentam o Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela terceira rodada da fase de grupos.


PRIMEIRO TEMPO 

Disposto a por fim na seca de sete jogos sem ganhar, o Athletico começou em cima do adversário. A primeira chance rubro-negra foi aos 9 minutos com Fabinho. O camisa 7 roubou a bola na intermediária e arriscou de longe, mas a bola parou na zaga. Dois minutos depois, ele fez o seu primeiro gol com a camisa do Furacão. Após tabela com Jonathan, encheu o pé direito, de dentro da área, no ângulo esquerdo de Wilson, para abrir o placar.

Após o gol atleticano, o ritmo da partida caiu. O clima esquentou entre os jogadores, com diversas faltas, deixando o jogo equilibrado, sem chances de gol. O Coxa chegou com perigo no chute de Matheus Bueno, mas Santos fez linda defesa de mão trocada.

Geuvânio ainda teve a chance de ampliar. No último lance da etapa inicial, o atacante foi lançado, viu Wilson sair mal da meta coxa-branca, porém, tentou encobri-lo e não levou perigo.

 

SEGUNDO TEMPO

Em prejuízo, os visitantes voltaram melhor do intervalo. Apesar de poucas oportunidades claras de empate, Coritiba começou buscando seu primeiro gol. A resposta do Athletico saiu do pés de Abner, que quase surpreendeu Wilson em cobrança de escanteio.

Aos 26, Thiago Heleno levou uma braçada no rosto de Igor Jesus, em disputa aérea dentro da área, e levou o segundo cartão amarelo, sendo expulso. O Atletiba seguia tenso, com uma série de entradas duras das duas equipes.

 

Satisfeito com o resultado, no caso, mais importante que a atuação, o Athletico não se lançou muito ao ataque e apenas aproveitava os erros do Coritiba, que, com um a menos, pouco agredia o Furacão. Assim, o time de Eduardo Barros esperou o apito final para comemorar uma vitória essencial para a sequência da temporada.

 

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO PARANAENSE 1 X 0 CORITIBA

ATHLETICO: Santos, Jonathan (Alvarado), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Márcio Azevedo (Abner); Wellington, Erick, Christian, Geuvânio (Carlos Eduardo), Nikão (Bissoli); Fabinho (Ravanelli).
Técnico: Eduardo Barros

CORITIBA: Wilson, Jonathan (Natanael), Rhodolfo (Luiz Henrique), Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Giovanni) e Matheus Bueno (Yan Sasse); Igor Jesus, Sassá (Giovanni Augusto) e Robson.
Técnico: Jorginho

Veja também