Furacão vence e está a um empate do tricampeonato

Compartilhe

Athletico não repetiu as boas atuações das últimas partidas, mas conseguiu achar o gol no final com Léo Cittadini

Na tarde deste domingo (2) se iniciou a final do Campeonato Paranaense 2020. Em um jogo de poucas emoções, o clássico Athletiba foi decidido no apagar das luzes. Aos 45 minutos, Léo Cittadini balançou as redes e deu a vantagem para o Furacão no jogo de volta na próxima quarta-feira, que será disputado no Couto Pereira, às 20 horas.

 

Primeiro Tempo

O jogo  começou com o Athletico tentando manter a posse de bola, mas esbarrou na boa marcação do Coritiba. O jogo estava muito amarrado, com ambas as equipes com suas propostas bem definidas no papel, mas não conseguindo executar suas propostas. Mesmo com todas as dificuldades o Coritiba foi melhor no primeiro tempo de conseguiu finalizar, aos 4 com arremate para longe do zagueiro Sabino.

 

Aos 9, Robson também tentou de longe mas o chute foi por cima. Aos 17, Igor Jesus tentou o arremate e foi travado por Lucas Halter. O Furacão só conseguiu chegar ao gol pela primeira vez aos 31, com cruzamento de Cittadini, a bola sobrou para Marquinhos Gabriel, que ajeitou para Wellington que mandou por cima. E depois aos 37, Carlos Eduardo tentou jogada individual e mandou para fora.

 

Segundo Tempo

Na segunda etapa, o técnico Dorival Junior voltou com uma alteração: Vitinho entrou no lugar de Bissoli que sentiu a coxa. O jogo na segunda etapa foi mais movimentado, o rubro-negro voltou mais ligado no jogo, mas quem assustou de novo foi o Coxa. Robson recebeu livre na área, finalizou, mas Santos cresceu na frente do atacante e evitou o gol do rival. Aos 13, Willian Matheus errou bisonhamente na frente da área, a bola caiu pra Nikão que arrematou forte e Sabino se colocou na frente da bola para desviar o chute.

 

Aos 16, de novo Nikão, em um contra-ataque rápido do camisa 11, ele arriscou de fora da área, o chute sai venenoso, e Muralha joga para escanteio, Thiago Heleno reclamou de penalti aos 19, no escanteio cobrado por Marquinho Gabriel, o volante Nathan puxou o zagueiro Atleticano, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

 

Aos 26, Matheus Galdezani recebeu pela direita, arriscou um chute colocado e a bola tirou tinta da trave. E quando tudo parecia decidido, aos 45 do sgundo tempo, Wellington achou belo passe para Vitinho na esquerda, o garoto crutou rasteiro, e Cittadini mandou colocado no canto esquerdo do goleiro Muralha, que nada pode fazer para impedir a vitória atleticana.

 

As duas equipes se enfrentam na próxima quarta-feira (5) para saber quem fica com o título do Paranaense de 2020. Caso não tome gols, o Athletico será tricampeão paranaense. O Coritiba precisa vencer por mais de um gol. Em caso de vitória simples do rival, a disputa vai para os pênaltis.

 

Ficha Técnica: Athletico x Coritiba

Estádio: Arena da Baixada

Arbitro: Paulo Roberto Alves Junior

Auxiliares: Rafael Trombeta e Victor Hugo Imazu dos Santos

Gol(s) 90´Léo Cittadini

Cartões Amarelos: Lucas Halter, Santos, Wellington ( CAP), Robson, Igor Jesus, Nathan Silva (CFC)

Athletico: Santos, Jonathan (Khellven), Lucas Halter, Thiago Heleno, Abner, Wellington, Léo Cittadini, Marquinhos Gabriel (Fernando Canesin), Nikão, Carlos Eduardo, Bissoli (Vitinho).

Técnico: Dorival Júnior

Coritiba: Alex Muralha, Patrick Vieira(Natanael), Rhodolfo, Sabino, Willian Matheus, Matheus Galdezani (Matheus Bueno), Nathan Silva, Gabriel, Rafinha (Thiago Lopes), Robson e Igor Jesus

Técnico: Eduardo Barroca

 

Veja também