Há 50 anos, Bellini se despedia do futebol no Furacão

Compartilhe

Capitão na primeira Copa do Mundo conquistada pelo Brasil, zagueiro aposentou-se no dia 20 de julho de 1969

Há exatos 50 anos, no dia 20 de julho de 1969, Neil Armstrong e sua equipe do Apollo XI pisavam pela primeira vez na Lua. No mesmo momento, milhares de pessoas em Curitiba não estavam interessados nesta notícia e preferiram viver outro momento histórico. O lendário zagueiro Bellini se despediu do futebol em um Atletiba, na Baixada, com a camisa do Athletico Paranaense. 

 

“Muitos viram as lágrimas fartas correrem-lhe pelo rosto, iguais às dos torcedores que, gratos por terem tido Bellini por dois anos, aplaudindo, não tinham vergonha do pranto que choravam”, relata o livro “Clube Atlético Paranaense: Uma Paixão Eterna” do professor Heriberto Ivan Machado.

 

Bellini atuou por dois anos com a camisa rubro-negra, trazido por Jofre Cabral e Silva em 1968. Segundo o livro, a contratação do ‘grande capitão’ influenciou diretamente na vinda de Dorval (ex-Santos de Pelé), Zé Roberto (ex-Coritiba) e Nilson Borges, que até hoje é funcionário do Clube.

 

 

Capitão na Copa de 1958, o zagueiro foi o primeiro atleta brasileiro a erguer o troféu de campeão do mundo com a Seleção Brasileira. Ele também participou do bicampeonato em 1962, mas deixou a capitania para Mauro, zagueiro do Santos, que acabou erguendo a taça.

 

“Despedia-se o zagueiro grandalhão, pouca técnica e muito siso, que, em jogo, nunca deu um pontapé que não fosse na bola”

 

O zagueiro faleceu em 2014, aos 84 anos.

Veja também