Marco Ruben é a primeira aposta do Athletico para a “Era do Protagonismo”

Compartilhe

Atacante vem para mudar o patamar e liderar equipe na busca de títulos em 2019

Marco Ruben finalmente foi oficializado como jogador do Athletico. O atacante, de 32 anos, tem currículo pesado na bagagem. Já atuou em diversos países da Europa e também no México, mas aonde realmente fez sucesso foi no time de coração. Com apenas 17 anos, Ruben estreava em 2004 no Rosario Central. Até ser transferido para o River Plate por US$ 5 milhões em 2007, “El ca9itán”, já havia marcado seu nome no coração da torcida canalla.

 

Ruben passou por Villarreal, Recreativo, Dinamo Kiev, Evian e Tigres – todas passagens sem muita expressão. Foi ao voltar pra casa, em 2015, que Ruben protagonizou o melhor momento de sua carreira. Foi artilheiro do campeonato argentino com 21 gols. No ano seguinte, aterrorizou Grêmio e Palmeiras na Libertadores ao lado dos excelentes Franco Cervi (Benfica) e Giovanni Lo Celso (PSG/Betis). Marcou 8 vezes em 8 partidas. O time argentino fez um grande esforço financeiro e readquiriu Ruben do Dinamo Kiev pelos mesmos US$ 5 milhões que havia vendido anos antes. Foi a maior compra da história da equipe argentina.

 

Ruben deixou seu nome cravado com os canallas e o desejo dos torcedores é que o ídolo ainda se aposente por lá, conforme diz Emiliano Allegri, jornalista do portal Arriba Central. “Todos amamos Marco, um grande referencial dentro e fora do gramado. Que com vocês se canse de fazer gols, mas gostaríamos que ele se aposentasse com a camisa do Rosario Central.”

 

Após ser comprado, Ruben não teve o mesmo desempenho meteórico dos últimos 18 meses. Entre 2015 e 2016, foram 59 jogos disputados e 47 gols marcados – uma média de 0,79 gols por jogo. Lesões no joelho e a morte de seu avô, em um assalto, afetaram sua carreira. As estatísticas não são as melhores (57 jogos e 10 gols marcados, apenas três em 2018), mas a mudança de ares pode ser decisiva para o artilheiro reencontrar seu futebol. O ídolo ainda saiu como campeão da Copa Argentina, seu primeiro título na carreira.

 

Ruben é o que o Athletico precisa. Mostrar que realmente subiu de patamar e vai para a “Era do Protagonismo”, prometida pelo presidente Mário Celso Petraglia na cerimônia que mudou o nome e o escudo do time. Para disputar Recopa, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão entre os melhores, é necessário investir com inteligência. Marco Ruben foi uma ótima oportunidade de mercado, como comentei na minha coluna anterior. O Clube desembolsou “apenas” US$ 200 mil pelo empréstimo até dezembro em um atleta cascudo para o calendário que teremos. Isso porque Ruben quis compensar financeiramente seu clube de coração, pois poderia sair em final de contrato. Uma prova de amor pelo clube que tudo lhe deu.

 

Que El Ca9itán seja tão adorado quanto é pela torcida do Rosario. Terá uma ótima oportunidade na temporada mais difícil da história do Furacão de nos mostrar o caminho dos gols, principalmente nas competições continentais. Sabemos que se fizer sua parte, deixará seu nome marcado com o povo rubro-negro. E que o Furacão não pare de fazer movimentações excelentes no mercado. Estamos de olho!

Veja também