Nilson Borges, ídolo do Athletico, passa por momento delicado de saúde

Compartilhe

Ex-atleta e funcionário do Clube, Bocão não anda há quatro meses e perdeu forças nos braços e pernas

Nilson Borges, o Bocão, ídolo do Athletico, passa por um momento delicado de sua saúde. O ponta-esquerda campeão paranaense em 1970 não anda há quatro meses e perdeu força nas pernas e braços. A informação é do jornalista Fernando Rudnick, do portal Um Dois Esportes.

 

Bocão ainda é funcionário do Furacão, alimentando uma história de mais de 50 anos no clube. Os problemas de saúde ainda não são sabidos pelo ex-jogador, que reconhece o período complicado.

 

“Até agora, fiz tudo quanto é exame e ninguém falou o que é essa doença. Dizem que é porque fiquei parado esse tempo todo. Mas não acredito nisso”, revelou.

 

“Está difícil, sorte que tenho a cabeça boa. Eu vivia sempre rindo, brincando. Agora eu estou um morto-vivo”, completou o ídolo.

 

Hoje, Nilson Borges vive acompanhado de sua esposa, Aparecida, e só se locomove com o auxílio de cadeira de rodas. Sua rotina é, basicamente, sessões de fisioterapia, acompanhar os jogos do Athletico e ler a biografia de Sicupira. Segundo a Um Dois Esportes, quem revelou a informação, o Rubro-Negro o está colaborando a se recuperar.

 

Ajudando o Furacão a colocar fim em sua maior seca de títulos, Bocão defendeu o Athletico entre os anos de 1968 e 1974. Antes, colecionou passagens por Portuguesa, Corinthians e pelo futebol português e belga.

 

“Está difícil, mas se Deus quiser vou voltar a andar. Vou pedir para rezarem por mim”, finalizou.

Veja também