Pelo direito de torcer!

Compartilhe

Nosso time precisa de nós, e nós queremos estar com ele

Muito se fala na tal “torcida humana”, mas até que ponto ela é humana mesmo? Humano seria saber respeitar que todos nós somos diferentes, que temos gostos, hábitos e times diferentes. Ser humano é aceitar que sim, o rival tem que ter seu espaço no estádio, para cantar, vibrar e fazer a festa para seu time do coração.

 

Um jogo histórico e contra todos como o ocorrido no Maracanã pôde apenas ser visto pela torcida do Flamengo. Ao ver o vídeo dos bastidores da classificação para a semifinal da Copa do Brasil de 2019, fiquei pensando, como seria essa festa se a torcida atlheticana estivesse presente no estádio, assim como esteve ano passado na semifinal da Copa Sulamericana diante do Fluminense?

 

Nossos atletas entoando os cantos que geralmente eles escutam da arquibancada, reflete o desejo deles de ter o torcedor ao seu lado. Mas, devido a imposição de torcida única aqui em Curitiba, ficamos ausentes da partida. Nós torcedores fomos mais uma vez prejudicados por uma decisão autoritária, onde há o impedimento de torcedores rivais de torcerem por seus clubes na Arena, e conseqüentemente nos impede de torcer pelo nosso Athletico, Brasil afora!

 

Fato é que estamos reféns dessa situação, e a cada dia que passa nossa torcida se distancia do clube, seja pela ausência de festa no estádio, seja pelas proibições impostas a nós. Um clube de futebol sem seu torcedor não passa de uma empresa, futebol é paixão, futebol é emoção, futebol é festa, hoje vivemos no nosso Athletico apenas um teatro, onde até ficar na escada do estádio é motivo para o segurança vir te ordenar – segurança, por sinal, muito mal preparada.

 

Representando os Andarilhos, grupo conhecido por sempre acompanhar nosso Furacão nos jogos fora de casa, venho em defesa da liberação da torcida visitante em nosso estádio. Além disso, como Policial Militar afirmo que a questão da presença ou não do visitante não causou a diminuição do efetivo empregado nos jogos, e que a presença de visitantes em meio a torcida do CAP sim causa prejuízo à segurança no estádio. Obviamente a medida adotada pelo clube em conjunto com o MP-PR demonstra a falta de estudo e a real compreensão dos fatos e principalmente um desrespeito com todos torcedores, principalmente com os sócios do Clube. Pelo direito de torcer sim, pelo direto de liberdade de expressão e livre uso da camisa do seu time do coração dentro dos estádios!

 

Logo teremos uma seminal diante do Grêmio, e o nosso torcedor quer sim comparecer à Arena Gremista. Desde já abro meu manifesto pela liberação da torcida visitante na Baixada, para assim a nossa também poder apoiar nosso time em terras gaúchas. Nosso time precisa de nós, e nós queremos estar com ele. Vamos iniciar uma campanha nas redes sociais, vamos chamar atenção para o assunto, e mostrar que todos nos athleticanos somos contrários a esse projeto pífio!

Veja também