Quero, gritar campeão!

Compartilhe

Libertadores, estamos chegando! O grande momento vivido pelo Atlético nos faz sonhar e acreditar.

Me lembro bem de 2005, onde tão próximos estivemos do nosso primeiro título internacional, a Baixada ainda incompleta e a força política do São Paulo, nos tiraram de nossa casa. Estava lá no Beira Rio, onde vi aquele empate em 1 x 1 na noite gelada na capital gaúcha, e no segundo jogo a tragédia que nos tirou esse sonho.

 

14 anos depois estamos novamente em uma final de um torneio continental, agora em uma situação bem diferente, nossa nova e bela casa estará lotada para receber a grande final da Sul-Americana de 2018, e inevitável que todos nós estamos eufóricos por essa partida. Tive a oportunidade de acompanhar todos os jogos em casa, e o prazer, de estar em Rosário, Salvador e Rio de Janeiro. Da Argentina até a cidade maravilhosa, a empolgação foi crescente tanto da torcida, mas principalmente do grupo, mérito esse ao comandante Tiago Nunes.

 

Vamos abrir um adendo e falar um pouco sobre ele. Campeão Paranaense com o time Sub-23, desconhecido por nossa torcida até então, conquistou o título sobre nosso maior rival com a piazada. Assumiu o barco do time principal no momento em que muitos já davam ele como afundado, reergueu o elenco, chegou a sétima colocação no certame nacional, e levou o Atlético até a final da Sula! Muitos na imprensa perguntam qual o segredo? E ele está claro nos vídeos dos bastidores, motivação! Hoje o Atlético não é apenas um time, é uma família, e isso puder ver no hotel no Rio, após a partida contra o Fluminense, onde tive a oportunidade de conversar com alguns atletas. Como diz o professor, time de guerra!

 

Na próxima quarta, teremos o jogo mais importante da história do clube, e digo os motivos de afirmar isso, primeira final internacional em casa, final essa que pode ser a última oportunidade de conquistar um título internacional em casa (ano que vem os jogos serão em final única em campo neutro), estádio estará completamente lotado, e título esse que pode nos gerar mais três (Copa Intercontinental, Copa Suruga, Recopa), além da vaga na fase de grupos da Libertadores 2019.

 

Vamos todos juntos, apoiar o rubro-negro durante todo o jogo, leve sua bandeira, seu cachecol, vista-se de vermelho e preto, deixe as demais cores em casa nesse dia 12, vamos deixar a baixada com nossas cores, vamos mostrar pra América nossa força e tradição, afinal rubro-negro é quem tem raça!

 

Um agradecimento especial ao pessoal da Trétis pela grandiosa oportunidade de estar participando deste inovador projeto, e aos meus amigos dos Andarilhos do Atlético pela confiança em representar todos vocês nesse jornada! Seguimos fortes, Juntos pela Sula!

Veja também