Semifinal terá arbitragem de vídeo traumática para atleticanos

Compartilhe

Em 2016, jogadores, técnico e até presidente do Clube foram a público queixar-se do árbitro Braulio da Silva Machado

Já foram definidos os árbitros para a partida de volta entre Athletico e Grêmio na semifinal da Copa do Brasil. Wagner do Nascimento Magalhães (RJ) será o árbitro em campo e Braulio da Silva Machado (SC) será o responsável no VAR. O nome encarregado da arbitragem de vídeo traz calafrios aos atleticanos, que precisam reverter o resultado da derrota por 2×0 na Arena do Grêmio, na partida de ida.

 

Em 2016, o Furacão foi derrotado por 1×0 em uma partida do Brasileirão apitada por Braulio, contra o Atlético Mineiro. O anormal da ocasião foi que o árbitro não marcou um lance claro de pênalti para a equipe paranaense. Aos 41 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Leonardo Silva, do Galo, bateu com o braço na bola dentro da área, porém a arbitragem mandou seguir o jogo.

 

“Ele é de Santa Catarina, mas não é santo”, Luiz Sallim Emed

 

O lance causou indignação dos jogadores, do técnico na época, Paulo Autuori e da presidência do Clube. Luiz Sallim Emed disse que o ocorrido foi inaceitável e vergonhoso, “Isso não existe. Eu quero ser punido só para este cara saber que ele foi mal. Não é choro. O Atlético jogou bem, mas o que o cara faz não tem mais condição de aceitar. Já fomos lá na CBF, já falamos, é uma coisa terrível, vergonhosa“, declarou após o jogo.

 

Neste ano, Bráulio Machado apitou a vitória do Furacão sobre o Internacional, por 1 a 0, com gol de Vitinho no final da partida. Já o árbitro principal, Wagner Magalhães, conduziu a partida entre Athletico e Corinthians, com vitória do clube paulista por 2 a 0, na Baixada.

Veja também