STJD define um mando com portões fechados para o Athletico no Paranaense 2023

Compartilhe

Tribunal julgou briga entre torcidas de Maringá e Athletico e decisão não cabe mais recurso

Na tarde desta quinta (5), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou a briga entre as torcidas de Maringá e Athletico, no estádio Willie Davids, em Maringá, durante a segunda rodada do primeiro turno do Campeonato Paranaense. As duas equipes perderam um mando de campo (portões fechados) e foram multadas em R$ 25 mil pelo Tribunal. A decisão não cabe mais recurso.

Após ouvir as defesas, o auditor Mauricio Neves Fonseca, relator do processo, proferiu seu voto. “Cenas lamentáveis. Ambas as equipes tiveram participação ativa e direta e contribuíram para as desordens na praça desportiva.  Com a prova e súmula da partida dou parcial provimento ao recurso para manter a condenação no artigo 213 com multa de R$ 25 mil para cada equipe e a perda de um mando de campo com portões fechados devendo afastar o cumprimento de 100km”, explicou.

O voto do relator foi acompanhado pelos demais auditores presentes e proclamado por unanimidade dos votos. Com isso, o Athletico já sabe que sua primeira partida como mandante no próximo Paranaense será com portões fechados e sem a torcida presente.

Veja também