Tapetinho? Campanhas em gramado natural superam as feitas no sintético

Compartilhe

Levantamento aponta que Furacão teve mais aproveitamento no Brasileirão antes do gramado artificial

Um dos mitos muito difundidos entre torcedores de outros clubes brasileiros é de que o Athletico leva vantagem por jogar no gramado sintético e torna-se quase imbatível na Arena da Baixada. Até mesmo alguns atleticanos acreditam nessa versão, mas um levantamento feito pelo perfil Athletico Reaça, no Twitter, mostra que o aproveitamento do Furacão era superior antes da instalação do gramado sintético, em 2016.

 

 

O levantamento conta apenas as participações do Athletico no Brasileirão e em pontos corridos, excluindo os campeonatos de 2012, 2013 e até julho de 2014, onde o rubro-negro jogou em outros estádios por conta da construção da nova Arena da Baixada para a Copa do Mundo. Da primeira rodada do Brasileirão 2003 até a 25° rodada do Brasileirão 2019, o Athletico tem um aproveitamento de 62,4% em casa, sendo 62,8% no gramado natural e 61,9% no gramado sintético.

 

 

A melhor e a segunda pior campanha também foram registradas já com o sintético. Em 2016, o Clube chegou ao aproveitamento de 84,2% enquanto que em 2017, o aproveitamento foi de apenas 50,9% (só “ganhando” de 2014, quando a porcentagem foi de 47,4%).

 

Já fora de casa, o Athletico seguiu mostrando que não se “acostumou” com o gramado artificial. O aproveitamento do clube nos Brasileirões é de 26,1% fora da Arena – sendo 26,8% enquanto tinha gramado natural e 24,3% no sintético.

 

 

Veja também