Vergonha histórica!

Compartilhe

Athletico é goleado por 5 a 0 pelo The Strongest

Pela quarta rodada do Grupo B da Copa Libertadores, o Athletico subiu na altitude de La Paz e foi massacrado pelo The Strongest. Com cinco gols de cabeça, o Furacão sofreu a maior goleada de sua história em competições continentais e está em último lugar do grupo. O rubro-negro ainda decidirá a classificação para as oitavas em duas partidas seguidas na Arena da Baixada contra Libertad e Caracas.

PRIMEIRO TEMPO

Fábio Carille mudou a equipe e sacou David Terans da escalação inicial. O time começou com Bento; Lucas Halter, Matheus Felipe e Nico Hernandez; Erick, Hugo Moura, Bryan García e Abner; Vitinho, Agustin Canobbio e Marcelo. Buscando passes longos e contra-ataques, o Furacão criou cinco chances claras de gol na primeira etapa.

Primeiro, Vitinho recebeu e arriscou de fora. A bola desviou e passou perto. Na cobrança de escanteio, Lucas Halter subiu sozinho e acertou o travessão. Em contra-ataque, Canobbio tocou pra Vitinho e o atacante bateu à esquerda do gol. Vitinho ainda teve uma terceira chance. Ele conduziu a bola na área, mas bateu em cima do goleiro adversário. Atuando como ala, Erick apareceu de surpresa e perdeu mais uma boa chance.

Após os 30 minutos, o Furacão começou a sentir os efeitos da altitude e o The Strongest ganhou espaço no campo. Aos 31′, Triverio aproveitou espaço na zaga e cabeceou dentro da pequena área pra abrir o marcador.

SEGUNDO TEMPO

Sem alterações, o Furacão voltou para a segunda etapa e sofreu ainda mais com os ataques aéreos do The Strongest. Logo aos 5′, o cruzamento veio de longe, mas a zaga não cortou e Triverio fez mais um gol de cabeça. Com alterações (Terans, Vitor Bueno e Matheus Fernandes nos lugares de Bryan García, Marcelo e Lucas Halter), o Athletico não conseguiu chegar ao ataque.

Aos 24′, o The Strongest fez o terceiro em jogada ensaiada. Após cruzamento no segundo pau e desvio, Martin Prost balançou a rede. E no final do jogo, o Furacão tornou o péssimo resultado em uma vergonha histórica. Aos 45′, cobrança de escanteio e Caucini fez o quarto. E Erick, contra, aos 49′ fechou a goleada.

O Athletico está em último lugar no grupo B, com 4 pontos e saldo negativo de 5 gols. Para passar de fase terá que vencer as duas partidas na Arena da Baixada.

Veja também